violência doméstica

O dia de luto nacional pelas vítimas de violência doméstica foi proposto pela ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Mariana Vieira da Silva, aprovado pelo Governo e promulgado pelo presidente da República.

Neste dia de luto nacional, que é um ato simbólico, são homenageadas as vítimas e é renovado o propósito, coletivo, de se continuar a combater o flagelo da violência doméstica.

Nesta data, a UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta apela a todas as pessoas que vistam, hoje, uma peça de roupa preta. Trata-se de um ato simbólico de sensibilização da sociedade portuguesa para o flagelo da violência contra as mulheres.

A UMAR recorda que este dia 7 de março deve servir, também, para lembrar e defender as mulheres que ainda estão vivas, que continuam a sofrer situações de violência nas relações de intimidade e que necessitam que o sistema funcione, quer em termos de não arquivamento das suas denúncias, quer de medidas de proteção e de condenação efetiva dos agressores.


Comente esta notícia

Mulheres ? então e os homens ? é um dado adquirido ?

Maria José

08/03/2019