Assembleia Republica

Depois da intervenção de Mário Centeno na abertura da discussão na generalidade no dia de ontem, nesta terça-feira deverão intervir no debate os ministros Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira e do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques. O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, fará a intervenção de encerramento neste dia em que o OE para 2019 tem aprovação garantida na generalidade, com os votos de PS, PCP, BE e PEV.

O deputado do PS, eleito por Beja, considera que este é um bom orçamento para a região e para o país. Pedro do Carmo justifica a sua afirmação, revelando contudo, que na especialidade irá colocar as questões dos investimentos para as acessibilidades na região.

O deputado do PCP, eleito por Beja, avança, também, que o seu partido vai ficar atento às questões das acessibilidades e do estudo prometido sobre a eletrificação da linha do Alentejo. João Dias frisou que as questões sobre estas matérias vão ser colocadas na especialidade, tal como o pedido de reforço de investimento público necessário para o território.

A deputada do PSD, eleita por Beja, afirma que a região pode esperar pouco do Orçamento de Estado para 2019. Nilza de Sena revela que há três áreas que vão merecer especial atenção da sua parte, as acessibilidades, a saúde e a agricultura.

Recorde-se que a votação final global do Orçamento do Estado para 2019 será no dia 29 de novembro.


Comente esta notícia