Pita Ameixa Plenário AR

O parlamentar recordou as respostas que aquela instituição dá em termos sociais, a diversas famílias, e económicas, pelo número que trabalhadores que comporta e chamou a atenção para o novo Lar Residencial, que tem uma parte sem funcionar porque o Estado, através da Segurança Social, falhou no compromisso que tinha assumido, não cumprindo os acordos que tinham sido estabelecidos. Por isso mesmo, Luís Pita Ameixa defende o estabelecimento de um acordo de urgência para esta instituição de Beja, que considera ser possível alcançar, comprometendo-se fazer pressão junto do Governo, nesse sentido.

O deputado do PS recordou ainda, que o Centro de Paralisia Cerebral de Beja é uma instituição sem fins lucrativos, que exerce a sua ação junto do indivíduo com problemas neuromotores e afins, no âmbito da saúde, da educação, da ação social, da família, da formação e do trabalho, nas áreas da ação preventiva, intervenção terapêutica, integração educativa e socioprofissional.


Comente esta notícia