acos banner

A campanha, que decorre até ao final do mês de julho, consiste na angariação de alimentos para gado como sejam palha, feno, sementes, rações, entre outros. Os bens estão a ser concentrados em Beja, nas instalações da ACOS, que se encarregará pelo seu armazenamento, transporte e entrega.

Na nota de imprensa enviada à nossa estação, a ACOS recorda que "os incêndios destruíram por completo largos hectares de zonas de pastoreio e também muitas reservas de alimentos que os agricultores tinham para alimentar o gado" e acrescenta que com esta iniciativa se apela à solidariedade dos associados que queiram contribuir.

Claudino Matos, diretor-geral da ACOS, explica como surgiu esta ideia e como podem ser feitos os contributos para esta causa.

O documento da ACOS termina com declarações do presidente Rui Garrido, frisando que este "é um gesto simbólico que pode fazer diferença na vida dos agricultores de Pedrogão Grande que têm o seu sustento totalmente destruído" e recordando que "no caso das explorações agrícolas e pecuárias, a sua recuperação pode levar anos, para não dizer décadas".


Comente esta notícia