Revista Ovibeja 2014

O tema escolhido para esta publicação, que é distribuída gratuitamente ao longo dos cinco dias de feira, surgiu porque estamos a entrar num novo quadro comunitário de apoio e é preciso conhecer as perspectivas da região para o horizonte 2020, assim como os projectos que as diferentes entidades têm, no âmbito das suas actividades, para o desenvolvimento deste território de baixa densidade.

Ao longo de mais de 20 páginas, totalmente a cores, encontramos o contributo de várias personalidades, dos mais diversificados sectores e quadrantes da nossa sociedade, que se disponibilizaram a reflectir sobre a temática da revista da Voz da Planície: "Alentejo 2020 - uma nova oportunidade".

Todos os que colaboraram com a publicação da Voz da Planície deste ano, centraram atenções nas suas perspectivas para o horizonte 2020 e entre eles encontramos os contributos da CCDR Alentejo, que destaca os novos desafios que o Plano de Acção Regional traça para a região e do presidente da ACOS - Agricultores do Sul Castro e Brito, que reflecte sobre o investimento privado, reconversão e desenvolvimento agrícola.

Os três deputados, eleitos por Beja, Luís Pita Ameixa do PS, Mário Simões do PSD e João Ramos do PCP, também reflectem na revista da Voz da Planície sobre o novo quadro comunitário de apoio e o que se pode esperar do mesmo.

Ceia da Silva, presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo, foca atenções na Agenda Regional 2014-2020, o presidente do CEBAL, Claudino Matos explica como o Centro de Biotecnologia Agroalimentar do Alentejo quer crescer e o Instituto Politécnico de Beja, através do depoimento de dois pró-reitores, Sandra Saúde e João Paulo Barros, explica as áreas estratégicas de intervenção delineadas para a instituição.

Nesta publicação pode ler ainda, uma reportagem com as associações de desenvolvimento Esdime, Alentejo XXI, Rota do Guadiana e Terras Dentro.

A edição da revista deste ano está disponível no espaço da Voz da Planície, na avenida principal da feira e contribui, uma vez mais, para a reflexão de matérias fundamentais para o desenvolvimento da região. 


Comente esta notícia