ANtÓNIO JOÃO VALÉRIO

Num concelho, que vai ter apenas 4 milhões de euros em 2014, do Orçamento do Estado, em que os grandes empregadores são a Câmara, a Escola Profissional e a Misericórdia, há muito a fazer, assegura António João Valério. Reconhecendo que os grandes constrangimentos são o desemprego e a população envelhecida, o presidente da Câmara de Alvito vê em Alqueva e no regadio, uma oportunidade para o desenvolvimento do concelho.

O presidente da Câmara de Alvito quer colocar Alvito no plano regional e alcançar aquele objectivo, neste mandato de quatro anos que assumiu, através da implementação de diversos programas, aos mais variados níveis, entre eles, económico, patrimonial, turístico e cultural.

Nesta entrevista, António João Valério disse também que Alvito está a fazer um esforço para dinamizar o parque empresarial, criando condições para a implementação de empresas no concelho e garantiu que a autarquia está a tentar, igualmente, dar resposta, através dos meios que tem à sua disposição, às necessidades sociais que a população vai fazendo chegar ao Município.

O presidente da Câmara de Alvito reconhece que foram colocadas muitas expectativas em torno da sua candidatura, prometeu que tudo está a fazer para as confirmar e que as mais-valias do concelho estão no turismo, na agricultura e no social, áreas de futuro, que devem ser trabalhadas de forma articulada e que podem cativar inúmeros investimentos, promovendo o desenvolvimento económico de que se necessita.


Comente esta notícia