Antonio Chainho

"Cumplicidades", o novo projeto e álbum de António Chainho, tem data de lançamento agendada para 16 de Março e é o tributo pessoal à viagem de uma vida e de uma carreira de 50 anos e a expressão máxima de uma visão muito própria do lugar da guitarra portuguesa na música. Para o concretizar, António Chainho chamou pela primeira vez um grande número de artistas portugueses: Rui Veloso, Pedro Abrunhosa, Paulo de Carvalho, Ana Bacalhau (Deolinda), Sara Tavares, Fernando Ribeiro (Moonspell), Hélder Moutinho e Paulo Flores, todos responderam ao desafio de interpretarem com António Chainho uma nova composição do mestre. O mesmo aconteceu com a Brasileira Vanessa da Mata, cuja nova canção intitulada "Aprender a Sorrir" é o single de estreia deste novo trabalho.

De instrumentista acompanhante e produtor de várias gerações de fadistas, a compositor e solista, António Chainho foi-se descobrindo como músico e como decano na música ao longo de cinco décadas, um tempo invejável de maturidade, plenitude e de solidariedade, e acima de tudo de cumplicidade. Desde logo, uma cumplicidade com a guitarra portuguesa mas também com outros artistas e músicos e, inevitavelmente, com outras culturas e sonoridades - distintas do fado e da tradição da canção portuguesa - com as quais não hesitou em casar este instrumento.

"Cumplicidades" foi produzido por António Chainho e pelo seu diretor musical Ciro Bertini, com a assistência de Tiago Oliveira, e contém mais de uma dezena de novas canções originais onde colaboram igualmente as cantoras que o acompanham todos os dias, Ana Vieira e Filipa Pais, assim como um conjunto significativo de instrumentais para guitarra portuguesa onde António Chainho se faz acompanhar de outros instrumentistas de renome como o acordeonista Kepa Junquera ou o trompetista Raul D’Oliveira, entre outros.

"Cumplicidades" é também o novo espetáculo de António Chainho e que servirá de mote aos concertos de comemoração dos seus 50 anos carreira, um dos quais em Beja, este sábado 31 de janeiro no Pax Júlia - Teatro Municipal de Beja.


Comente esta notícia