Castro Vivo

“Com um orçamento superior a 349 mil euros e uma duração de 36 meses, o projeto tem como objetivos a promoção da inclusão social de grupos com maior vulnerabilidade social e vai apostar numa intervenção de proximidade realizada em parceria com os diferentes agentes e os recursos localmente disponíveis”, explica o município castrense.

O plano de ação, aprovado pelo Instituto da Segurança Social, visa desta forma assegurar uma intervenção especializada no território ao nível do emprego, formação e qualificação, bem como ao nível do envelhecimento ativo e apoio à população idosa.

Ainda de acordo com o município, “o “Castro + Vivo” representa um reforço das políticas locais de ação e desenvolvimento económico e social e assume as ações previstas no âmbito do Programa de Apoio aos Mais Carenciados neste concelho”. 


Comente esta notícia