Feira Anual de Cuba
Numa tenda gigante a organização decidiu recrear, ao centro, uma típica taberna alentejana que tem sido o palco perfeito para acolher o cante alentejano, património da humanidade. Presente nesta tenda estão também as artes e os oficios do campo, o vinho de talha e muitos artesãos.

Hipólito Barbosa, natural de Vila Alva, trouxe para a Feira Anual de Cuba as suas peças em miniatura que reproduzem a maquinaria agrícola usada nos campos alentejanos na altura em que ele era ainda um jovem.

Depois de passar mais de trinta anos em Lisboa, Hipólito regressou a Vila Alva e percebeu que a maioria das tradições agrícolas havia desaparecido. Com o seu talento resolveu reproduzir em miniatura carros de parelha de bestas e charretes.

Mas este artesão não se ficou por aqui e, mais tarde, resolveu produzir alguns dos monumentos emblemáticos de Vila Alva em miniatura. É o caso da Torre do Relógio.

Laurentina Mira, é outra das artesãs presentes na 1ª Mostra do Património Alentejano. Esta artista trouxe para a feira os tradicionais talegos produzidos com retalhos de vários tecidos e os aventais. Para a Feira Anual de Cuba, Laurentinha trouxe uma novidade, uns talegos especiais para as garrafas de vinho.

Até ao fim desta segunda-feira ainda vai a tempo de apreciar o artesanato exposto e para venda na 1ª Mostra do Património Alentejano, na Feira Anual de Cuba.


Comente esta notícia

Galeria de fotos