ano em palavras

“Este é o segundo ano consecutivo em que o dicionário Priberam e a Agência Lusa se associam numa iniciativa para o 'site' O Ano em Palavras, no qual as palavras mais pesquisadas ilustram os principais eventos que marcaram cada um dos meses do ano. Para este projeto, foram recolhidas as palavras que, devido ao elevado número de pesquisas diárias, «ganharam destaque na nuvem do dicionário ao longo do ano».

A partir desta «nuvem», os editores da Lusa escolheram as duas que consideraram mais relevantes em cada mês, em termos da atualidade nacional e internacional.

Assim, entre as mais de duas centenas de palavras que estiveram no topo das consultas no Dicionário Priberam, foram selecionadas 24 (por ordem cronológica): vetar, desembargador, lóbi, sistemática, bicefalia, arguido, milícias, messianismo, penta, eutanásia, desnuclearização, trivela, peculato, gentrificação, porto seguro, respeito, acervo, húbris, mito, ministro, armistício, aviltante, revogar e tiroteio.

Outras palavras que ocuparam também lugar de destaque nas pesquisas dos utilizadores do dicionário Priberam foram cacique, interstício, subversiva, mulher, inelegível, exumação, triatleta, esfaqueamento, fascismo e democracia, chapo, coscuvilhice e aluimento foram outras das palavras de temas da atualidade mais pesquisadas.

A Priberam assinala ainda que os recordes de consultas no Dicionário Priberam voltaram a ser batidos, com cerca de 132 milhões de pesquisas desde janeiro de 2018 e um total de quase 37 milhões de consulentes”, refere, igualmente, o “Notícias ao Minuto”.


Comente esta notícia