Autárquicas 2013 imagem genérica

No âmbito das eleições autárquicas de 29 de Setembro, a Voz da Planície encetou hoje um conjunto de debates com os candidatos às freguesias do concelho de Beja. Nas conversas, que se vão prolongar até dia 23, a Voz da Planície ouviu hoje os candidatos à Freguesia de Baleizão. Estiveram em estúdio Silvestre Troncão, da CDU - que é também o actual presidente da Junta de Freguesia e David Palminha, do PS, o qual foi também concorrente nas autárquicas de 2009. Também concorrente em Baleizão foi convidado Evangelista Madeira, do Movimento "Por Beja com Todos" que não esteve presente por motivos de ordem pessoal.

No que respeita ao balanço do último mandato na Freguesia de Baleizão, o presidente da Junta e candidato às próximas eleições disse que o programa foi praticamente todo realizado. Silvestre Troncão Diz que ficam, contudo, aquém das suas expectativas as propostas que não dependiam única e exclusivamente da Junta de Freguesia. E deu dois exemplos: O Museu de Memória Oral que dependia, em parte, do Ministério da Cultura e obras que dependiam do Município de Beja.

David Palminha, candidato pelo PS a Baleizão expressa que faria muita coisa diferente nos últimos quatros anos naquela freguesia e destaca que o programa desenvolvido pelo actual executivo da Junta, além de compreender actividades regulares que são competência da Câmara, deixa um pouco a desejar. No entanto reconhece que a Junta de Freguesia apresentou trabalho.

Com diferentes perspectivas sobre a verba usada pela Junta de Freguesia que, no entender do candidato do PS se cifrou em cerca de um milhão de euros e, na óptica do candidato da CDU se situou na ordem dos 680 mil euros, os concorrentes políticos à Freguesia de Baleizão deixaram as suas propostas para os próximos quatro anos.

David Palminha destaca que as linhas de força da sua candidatura é dar apoio às associações de modo a satisfazer as necessidades das pessoas, apostar no turismo, adequar a biblioteca a novas necessidades, estabelecer protocolos, designadamente com o IEFP, de modo a que os desempregados não se tenham de deslocar a Beja para as suas apresentações quinzenais, envolver as pessoas nas questões da Freguesia, entre outras que enumera nas suas declarações.

Por sua vez, Silvestre Troncão sublinha que vai dar seguimento aos cinco grandes pontos de intervenção por que se caracteriza a sua candidatura porque mostraram que são viáveis, bem aceites e que, já revelaram, são concretizáveis na prática. São, segundo o candidato, reais e não surreais. E, entre outras, as suas propostas incidem no apoio à natalidade, isenções ao comércio local respeitantes a taxas de publicidade e de ocupação da via pública, desenvolvimento e urbanismo, a criação de um parque geriátrico em parceria com a Unidade Local de Saúde e a Casa do Povo, melhoria do Parque da Bela Vista, manter e melhorar as intervenções e iniciativas das áreas da educação, cultura, juventude e desporto.

Balanço e propostas são as linhas mestras destes nossos debates com os candidatos às freguesias. Amanhã a nossa conversa será com os candidatos à União de Freguesias de Salvador e Santa Maria da Feira.


Comente esta notícia

Sugeria que as gravações fossem colocadas na totalidade, porque este resumo não demonstra a realidade do debate e muita matéria importante fica oculta.

David Miguel Boto Palminha

30/11/-0001