reunião associação académica

Estas são apenas duas de um conjunto de medidas que foram decididas numa reunião que juntou os elementos da direcção da AAIPBeja e os presidentes dos restantes órgãos sociais. Um encontro que surgiu no âmbito do impacto económico no rendimento dos estudantes e das suas famílias resultante do agravar da crise sanitária e na sequência das muitas preocupações que vários estudantes têm feito chegar à Associação Académica. As medidas já seguiram para a direcção do IPBeja.

José Nascimento, presidente da Associação Académica do IPBeja, afirma que na questão das propinas foram anexados à proposta vários fundamentos por parte dos alunos.

Quanto à internet, José Nascimento revela a disponibilidade por parte da Associação Académica em comparticipar com uma verba para ajudar a nesta questão e destaca a colaboração que tem que existir com a direcção do IPBeja na resolução dos problemas.

Segundo a Associação Académica do IPBeja “a educação é o motor do desenvolvimento social e económico de qualquer sociedade, a luta por um ensino superior público, de qualidade e onde nenhum estudante pode ser deixado para trás devido à menor condição económica das suas famílias deve ser uma luta de sempre, mas reverte-se de particular importância nos momentos de crise” e “é neste sentido que apresentamos estas medidas que visam garantir a igualdade de oportunidades de todos os estudantes no acesso à educação e à formação, assim como prevenir o abandono dos estudantes cujas famílias possam vir a ter uma quebra mais acentuada de rendimentos”.


 


Comente esta notícia