Beja Atlas

Beja, capital de distrito, situa-se na região do Baixo Alentejo, é sede de um dos maiores concelhos de Portugal, com cerca de 1150 km2 e uma população de cerca de 36 000 habitantes, constituído por 12 freguesias, duas na cidade - União de Freguesias Santiago Maior e São João Batista e União de Freguesias de Beja Salvador e Santa Maria da Feira - e dez rurais - Albernoa/Trindade, Santa Clara do Louredo, Cabeça Gorda, Salvada/ Quintos, Nossa Senhora das Neves, Baleizão, São Matias, Trigaches/São Brissos, Beringel e Santa Vitória/Mombeja.

É delimitado a Norte pelos concelhos de Cuba e Vidigueira, a Leste por Serpa, a Sul por Mértola e Castro Verde e a Oeste por Aljustrel e Ferreira do Alentejo. Apresenta uma posição geográfica central, pois situa-se a meia distância entre Lisboa (180 km) e o Algarve (150km), a 100 km do litoral alentejano e a 60 km da fronteira com Espanha.

A história de Beja remonta a cerca de 400 anos a.C., quando a cidade foi fundada pelos celtas. Quando chegaram as tropas de Roma, no ano 48 a.C., Beja passou a ser a Pax Júlia, em homenagem a Júlio César, autor da pacificação da Lusitânia. Com os árabes, a cidade passou a ter a denominação atual.

Do ponto de vista económico, relativamente à sede de concelho, a principal fonte de rendimento são os serviços e o comércio. Nas freguesias rurais, a agricultura continua a desempenhar um papel preponderante, tendo sofrido um desenvolvimento com a implantação do regadio, devido ao Alqueva. Se antes se destacava a cultura do trigo, atualmente, desenvolvem-se as produções de olival e da vinha.

A Câmara Municipal de Beja é liderada por João Rocha, da CDU. Nas eleições autárquicas de 2013, a CDU venceu com 7.438 votos, mais 303 do que os obtidos pela candidatura do PS.

Nas autárquicas 2017 apresentam-se a votos em Beja: a CDU, que volta a apostar em João Rocha, o PS que tem como cabeça de lista Paulo Arsénio, o PSD que tem Pinela Fernandes a liderar a candidatura, o BE que tem como número um José Pedro Oliveira e o CDS-PP que tem como candidato Luís Dargent.

Quanto às freguesias, as duas da cidade - União de Freguesias Santiago Maior e São João Batista e União de Freguesias de Beja Salvador e Santa Maria da Feira - são lideradas pela CDU tal como sete das freguesias rurais - Albernoa/Trindade, Santa Clara do Louredo, Cabeça Gorda, Salvada/Quintos, Nossa Senhora das Neves, Baleizão, e Santa Vitória/Mombeja. Beringel e Trigaches/São Brissos têm o PS à frente dos seus destinos e a freguesia de São Matias é liderada por um Movimento Independente. 

João Rocha, cabeça de lista da CDU à Câmara Municipal de Beja, afirma que nestas eleições joga-se o futuro do concelho e que depois do muito que se fez não se pode parar agora, nem voltar atrás.

Paulo Arsénio, cabeça de lista do PS à Câmara Municipal de Beja, frisa que a candidatura que lidera é verdadeiramente alternativa e forte e com uma visão para o futuro do concelho diferente da atual.

José Pinela Fernandes, cabeça de lista do PSD à Câmara Municipal de Beja, diz que a sua candidatura quer um concelho mais moderno, mais solidário e com mais desenvolvimento económico.

José Pedro Oliveira, cabeça de lista do BE à Câmara Municipal de Beja, assegura que o voto no Bloco é um voto de confiança e na certeza da construção de um concelho inclusivo.

Luís Dargent, cabeça de lista do CDS-PP à Câmara Municipal de Beja, revela que a sua candidatura tem como propósito fazer deste, um concelho com ambiente favorável à fixação de empresas e pessoas.


Comente esta notícia