Alavro azedo

Este pedido surgiu depois de Álvaro Azedo ter recebido representantes da Ordem dos Enfermeiros e um grupo de profissionais do SUB-Serviço de Urgência Básica de Moura. No encontro, os profissionais de saúde alertaram para diversos episódios, ocorridos no SUB de Moura, que “colocam em causa a qualidade dos cuidados prestados, bem como a segurança de utentes e técnicos”. Alguns dos exemplos que mais preocupações têm gerado prende-se com o número insuficiente de enfermeiros.

Em nota de imprensa, o município de Moura recorda que este serviço de saúde dá resposta não só aos utentes do concelho mas também a utentes de outras localidades pertencentes a concelhos limítrofes.

O autarca de Moura, entende que o Conselho de Administração da ULSBA deve desenvolver todos os esforços no sentido de dotar o Serviço de Urgência Básica dos recursos humanos e técnicos que a legislação e orientações da DGS determinam para este tipo de unidade.



Comente esta notícia