Serpa
Segundo a autarquia estes protocolos fazem parte da sua estratégia tendo em vista um desenvolvimento sustentável que assente sobretudo na coesão económica e social, na preservação e salvaguarda do património cultural e natural e numa competitividade interterritorial mais equilibrada.

Considera ainda o município que para a concretização desta estratégia é fundamental o desenvolvimento económico e a criação de condições para atrair investimentos e criar emprego, a valorização do território e dos seus recursos endógenos, o apoio a iniciativas e projectos empresariais, a promoção de actividades inovadoras ou a proximidade com os vários agentes económicos.

A Câmara de Serpa, alicerçada nestes objectivos tem vindo a estabelecer acordos com várias entidades que têm intervenção no território, recentemente assinou um protocolo com a ADPM-Associaçao de Defesa do Património de Mértola para a dinamização de um Gabonete de Apoio ao Empresário a funcionar no CADES-Centro de Apoio ao Desenvolvimento Económico de Serpa com o objectivo promover o empreendedorismo, a criação de emprego e a captação de investimentos para o concelho.

Comente esta notícia