Odemira Autárquicas 2013

Odemira é o maior concelho de Portugal. Com 1 719 quilómetros quadrados, tem 17 freguesias.

Odemira tem planície, serra e mar. Está integrado no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina. Pertence ao distrito de Beja - região do Baixo Alentejo - mas também pertence à sub-região do Alentejo Litoral. Não pertence à Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo.

Com uma população que ultrapassa as 26 mil pessoas Odemira foi, em termos político partidários gerido por coligações que integram o PCP até 1997, altura em que passou a ter votação maioritária no PS.

Nas primeiras eleições autárquicas e após a formação da AD - Aliança Democrática - coligação de centro-direita que integrava o PSD, CDS e PPM, em 1979, esta força política obteve durante dois anos - em 79 e 82 - votações superiores às do PS.

Entre 1976 e 1993, os destinos do concelho de Odemira foram geridos sempre pelo mesmo presidente de Câmara - Justino dos Santos. Primeiro foi eleito pela FEPU, depois pela APU e de seguida pelo PCP/PEV.

Em 93, a coligação PCP/PEV manteve-se como a força política mais votada mas, o presidente foi, durante um mandato, Cláudio Percheiro.

A partir de 1997 Odemira muda para a cor política rosa. Primeiro foi eleito o socialista António Camilo Coelho, durante três mandatos e, nas eleições de 2009 foi eleito, pela mesma força política, José Alberto Guerreiro. 

Para as Autárquicas 2013 a disputa eleitoral coloca no terreno o PS, PDS-CDS-PP e PCP/PEV.

O Partido Socialista vai recandidatar o actual presidente de Câmara, José Alberto Guerreiro. Militante do PS, José Alberto Guerreiro, de 49 anos, é licenciado em Informática de Gestão e em Engenharia Civil.

Pelo PPD/PSD-CDS/PP concorre José Francisco Silva. Com o curso de regente agrícola, José Francisco Silva é agricultor e presidente da Associação de Beneficiários do Mira. Com 42 anos, é natural de Odemira.

E, pela CDU - Coligação PCP/PEV - o nome proposto é Manuel Cruz. Manuel Cruz, tem 59 anos, é natural da freguesia de São Luís e é técnico oficial de contas.
Militante do PCP, foi vereador da CDU na Câmara de Odemira entre 2005 e 2009 e, antes disso, entre 2001 e 2005, foi eleito na Assembleia Municipal de Odemira.

Com 17 freguesias, o concelho de Odemira vai reorganizar nove delas em cinco agregações. São Salvador e Santa Maria agrupam-se na sede do concelho. A freguesia de Vale de Santiago vai agregar parte da de Bicos. Colos agrega a outra parte da freguesia de Bicos. Santa-Clara-a-Velha une-se com Pereiras Gare. E, por fim, São Teotónio e Zambujeira do Mar juntam-se numa só, com a designação de Junta de Freguesia de S. Teotónio.


Comente esta notícia