Museu Beja

Estiveram presentes naquela reunião os 13 presidentes de Câmara da CIMBAL e o documento foi aprovada por maioria, com 12 votos a favor e 1 voto contra, do autarca de Ferreira do Alentejo.

Jorge Rosa, presidente do Conselho Intermunicipal da CIMBAL diz que da parte desta Comunidade e da Câmara de Beja está tudo pronto e que o documento garante que a gestão do Museu Regional Rainha Dona Leonor possa continuar a servir a região, assim como a valorização deste equipamento.

A CIMBAL é composta por 13 municípios e destes 12 votaram a favor do documento e um contra. A oposição foi do Município de Ferreira do Alentejo e o presidente Luís Pita Ameixa explicou que votava contra por discordar com a transferência do Museu para o Ministério da Cultura e desta nova forma de gerir este equipamento cultural. As declarações são, também, de Jorge Rosa.

A finalização do processo depende agora do Ministério da Cultura, disse, ainda, Jorge Rosa, referindo que da parte da CIMBAL está tudo em ordem para que os procedimentos finais possam ser formalizados em maio.

Recorde-se que no passado dia 4, a secretária de Estado da Cultura esteve no Museu na cerimónia em que o NOVO BANCO e a Direção Regional de Cultura do Alentejo assinaram um protocolo tendo em vista a cedência de duas obras de Josefa de Óbidos. E foi nesta visita que Ângela Ferreira garantiu que com a transferência deste equipamento para o Ministério da Cultura, o espólio e pessoal do quadro serão seguramente mantidos. O diploma que estabelece os critérios de transferência aguarda a promulgação do presidente da República, mas neste entretanto, o Ministério da Cultura está a desenvolver o processo, frisou, também, naquela altura, Ângela Ferreira. A secretária de Estado da Cultura disse, igualmente, que é vantajosa esta passagem para que o Museu adquira a dimensão regional que merece e para que possa ser promovido ao nível da captação de turistas nacionais e estrangeiros.


Comente esta notícia