seminário agricutura intensiva

Mostrar o desenvolvimento e resultados da tarefa “Métodos não invasivos em Arqueologia e Agricultura de Precisão para a revalorização do Património e desenvolvimento de uma actividade agrária produtiva e sustentável” é o primeiro objectivo desta iniciativa. Em segundo lugar, pretende-se confrontar a visão de como gerir os espaços agrários actuais em múltiplas perspectivas, nomeadamente a dos empresários agrícolas, a dos investigadores em ciências agronómicas, arqueólogos e gestores encarregues da custódia do território.

A organização pertence ao Instituto de Arqueología de Mérida, ao Centro de Investigaciones Científicas y Tecnológicas da Extremadura e à Universidade de Évora.



Comente esta notícia