mão idoso

A organização pertence a uma estrutura residencial para idosos, o Lar D. José do Patrocínio Dias, que pretende entre pares, e em conjunto com médicos, enfermeiros, assistentes sociais, psicólogos, fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais, abordar novas respostas e novo enquadramento legal para o cuidado aos idosos mais debilitados, sem esquecer a perspectiva e a visão de familiares.

São vários os temas propostos para debate e reflexão, desde o diagnóstico, abordagem centrada na pessoa, principais desafios e tomada de decisão. Para além de dois painéis que vão incidir sobre a demência, direitos humanos, envelhecimento e fragilidade, humanismo no cuidado, respostas de qualidade, estão agendadas duas mesas redondas, simpósios e conferências. Bagão Félix, Isabel Galriça Neto, Machado Caetano, Cristina Galvão, Joaquina Madeira e Catarina Pazes, são alguns dos oradores que vão marcar presença.

A Irmã Maria do Céu Valério, directora técnica do Lar D. José do Patrocínio Dias, afirma que num País cada vez mais envelhecido é preciso olhar para os lares com outra perspectiva, porque não são depósitos de idosos, são locais onde se podem prestar bons cuidados olhando para a “pessoa” como um todo.



Comente esta notícia