PCP Simbolo

O PCP critica o PS de ter resumido esta data no concelho de Beja a “um mero evento piromusical que é em si lamentável e encerra na mesma uma visão redutora da emancipação e transformação que o 25 de Abril trouxe a Portugal, ao Alentejo e ao nosso Concelho”.

A Comissão Concelhia de Beja do PCP manifesta então a sua preocupação pela forma como “o presidente do município de Beja Paulo Arsénio, e presidente da Concelhia do PS respectivamente, vive e encara o 25 de Abril, num concelho que à data de hoje conta com testemunhos vivos das duras condições de vida a que os trabalhadores e a população foram sujeitos neste período negro da história do País e do inegável contributo e importância da participação dos trabalhadores e das populações, do papel do movimento associativo e popular e do poder local democrático após a revolução que em muito contribuíram para a transformação e desenvolvimento desta região e deste concelho”.

Para o PCP, o “argumento usado, a propósito da coincidência de datas entre a grande feira do Sul “OVIBEJA” e as comemorações do 25 de Abril, coincidência que ocorreu também em 2013 e 2016 precisamente, para justificar as suas opções de “branqueamento do 25 de Abril”, só podem ter a pretensão de desvalorizar a capacidade realizadora e mobilizadora por parte de todos os agentes e atores locais que, em diversas áreas e ao longo de anos, se têm empenhado no assinalar destas comemorações”.

O PCP considera que as comemorações do 45.º aniversário do 25 de Abril deveriam constituir uma oportunidade para estimular o conhecimento, o interesse e a divulgação do contributo do Povo de Alentejano na resistência ao fascismo, das duras condições de vida a que esteve sujeito, da importância da Revolução de Abril – enquanto acontecimento maior da história contemporânea do País e do território que hoje constitui o concelho de Beja – da forte participação popular pela melhoria das suas condições de vida, pelo direito à educação, saúde, cultura e desporto, a uma vida digna na nossa região e país, uma luta que se mantém actual.



Comente esta notícia