POISE

O projecto com um custo de cerca de 300 mil euros, tem uma comparticipação de cerca de 255 mil euros, ficando os restantes cerca de 45 mil a cargo da autarquia bejense.

Esta candidatura, que resulta de uma parceria com a Cáritas Diocesana de Beja, entidade que assume um papel importante na execução da mesma pelo conhecimento e trabalho realizado nesta área, pretende implementar uma equipa de mediadores para intervir junto da comunidade cigana e migrante no Concelho de Beja, para desenvolver a mediação intercultural como modalidade de intervenção de terceiras partes e em situações sociais de multiculturalidade significativa, assim como aproximar as partes, melhorar a comunicação, a compreensão e a convivência pacifica. Finalmente, pretende-se privilegiar a participação dos mediados na resolução dos seus problemas.

O município de Beja afirma que deste modo também “trabalha para a inclusão de todos os que fazem parte do concelho, colocando-se do lado das possíveis soluções que tanto são necessárias para a convivência entre todos, de forma empática e positiva”.



Comente esta notícia