Debate Legislativas 2019

Saúde, desenvolvimento regional e acessibilidades foram os temas em destaque num debate onde os candidatos responderam, igualmente, às questões colocadas pelo público.

Pedro do Carmo, do PS, utilizou o seu minuto final para dizer que o distrito “está melhor do que há quatro anos” porque "o Governo é do Partido Socialista".

João Dias, da CDU, frisou que “Beja merece tudo” e que o que está em causa nestas legislativas é escolher bem e para o candidato da Coligação a escolha deve ser feita “em quem de facto, trabalha e defende a região com empenho”.

Mariana Aiveca, do BE, deixou claro que é preciso impedir que o “PS tenha maioria absoluta” e referiu que o Bloco “é o partido que pode impedir no distrito que isso aconteça”.

Henrique Silvestre Ferreira, do PSD, esclareceu que se no “distrito de Beja forem eleitos dois deputados socialistas serão dois políticos profissionais a defender o PS” e pediu um deputado para o PSD para dar mais força à região.

Inês Palma Teixeira, do CDS-PP, frisou que o seu partido defende “mais investimento para o território”, para que Beja seja uma cidade “atrativa” e neste sentido relevou a defesa de “um estatuto fiscal para o Interior”.

Inês Campos, do PAN, apelou ao voto no seu partido e defendeu para o distrito de Beja “um novo modelo de desenvolvimento que regenere e proteja o território”.

Recorde-se que em 2015, os três deputados que o distrito de Beja elege ficaram distribuídos por PS, CDU e PSD. 


Comente esta notícia

Galeria de fotos