Cante Fest
A autarquia de Serpa, entidade promotora do evento, espera que este seja o primeiro passo para a implementação de uma Feira do Património Cultural Imaterial e do Cante Alentejano, procurando que aqui estejam representados os ranchos e grupos corais, as entidades ligadas às dinâmicas do movimento coral, os promotores turísticos e os produtores de vinho do concelho.

O Cante Fest’2016 começa na próxima 5ªfeira, em Lisboa, na Casa do Alentejo, com a apresentação do projecto-piloto, "Roteiro do Cante", em implementação no município de Serpa desde Junho, uma exposição de fotografia e uma publicação sobre o Cante no Feminino, na sexta-feira, às 17.00 horas, realiza-se um desfile de grupos corais nas Portas de S. Antão.

No sábado, o Cante Fest' vem para Serpa, para o Pavilhão de Feiras, para em três espaços, festejar a história, o presente e o futuro do Cante Alentejano.

No Espaço Expositivo, dedicado à promoção e valorização do património cultural imaterial e vendo este como potenciador da criação de uma economia que crie sustentabilidade para o Cante Alentejano, para o movimento coral e para o território, estão representados dezenas de grupos corais, as entidades ligadas às dinâmicas do movimento coral, promotores turísticos e os produtores de vinho do concelho.

No Espaço Auditório são privilegiadas as conversas, a apresentação de projectos e passagem de filmes e no Espaço Tabernas, a eno-gastronomia associada ao Cante Alentejano será acompanhada com a mostra de todo o universo musical do Cante Alentejano, o Cante tradicional, o que associa a si instrumentos musicais, as novas experiências, as fusões e aquele que emerge dos projectos desenvolvidos nas escolas.

O Cante Fest’2016 apresenta ainda exposições de artes plásticas e visuais, apresentação dos projectos de reedição de "O Cancioneiro de Serpa", e de uma medalha e uma escultura comemorativas do Cante Alentejano enquanto património mundial, da autoria do Mestre-Escultor José Teixeira.


Comente esta notícia