CÁRITAS SIMBOLO
Na Voz da Planície continuamos a fazer o balanço deste ano que está quase a chegar a fim e a conferir as expectativas que existem em relação a 2014.

Teresa Chaves, presidente da Cáritas Diocesana de beja, afirma que 2013 foi um ano complicado, as carências de muitas famílias desta região aumentaram devido ao desemprego e aos baixos rendimento.

Ainda segundo Teresa Chaves pela primeira vez algumas pessoas foram "bater" à porta da Cáritas a pedir ajuda e as solicitações têm sido tantas que se torna difícil dar resposta a todas as solicitações.

Quanto a 2014, Teresa Chaves afirma que o objectivo principal é continuar o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido num trabalho que se quer em rede com outras instituições e entidades para que as respostas sejam mais eficazes. A presidente da Cáritas de Beja fala ainda da "comunidade de inserção" uma nova aposta para pessoas em emergência social e sem-abrigos.




Comente esta notícia