Círculo de silêncio

A iniciativa é da Cáritas Diocesana de Beja, em parceria com a Câmara Municipal de Beja, Rede Social, Núcleo de Beja da Rede Europeia Anti-Pobreza e Santa Casa da Misericórdia de Beja.

“Neste círculo que assinala o Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza, renovamos a nossa preocupação para com os jovens, em todas as suas circunstâncias e nos contextos em que se inserem, vendo neles uma garantia para a construção de uma sociedade mais forte, capaz de intervir na resolução dos seus próprios problemas, mais justa e mais solidária”, pode ler-se na nota de imprensa da Cáritas.

Os Círculos de Silêncio são um movimento de cidadãos e de organizações que consideram que a situação em que muitas pessoas vivem é extremamente precária e apela à consciência daqueles que fazem as leis, daqueles que as aplicam e daqueles em cujo nome são feitas, para concretizar uma política que respeite mais a dignidade do ser humano.

A Cáritas de Beja associa-se aos Círculos de Silêncio que vão decorrer, até ao final do ano, no mesmo dia e com o mesmo tema em Espanha, França e um pouco por toda a Europa, num total de cerca de 200 círculos com mais de 10.000 pessoas.

“Direitos das Pessoas Portadoras de HIV” é o tema do próximo círculo agendado para dia 29 de novembro.


Comente esta notícia