Jornadas Parlamentares PS

Carlos César, líder parlamentar e presidente do PS explicou à comunicação social presente na visita à EDIA, que estas Jornadas Parlamentares espelham as preocupações do Governo em relação a esta região, que representa 2/3 do território nacional, que está longe dos efeitos da litoralização, dos centros urbanos e que, carece de políticas de valorização.

O líder do grupo parlamentar socialista referiu, também, que é através de “projetos estruturantes” como “foi e é” o empreendimento de Alqueva que se pode reverter a “paisagem natural e económica” do Alentejo. Acrescenta, ainda, que os 2 mil e 400 milhões de euros investidos no Alqueva e os cerca de 300 milhões destinados à expansão do regadio são investimentos que demonstram um “comprometimento” do Estado.

Carlos César realça o facto do Alentejo estar muito próximo do mercado ibérico e que é importante retirar benefícios desta proximidade, não podendo o interior ser reservado a um território de passagem, mas sim de fixação, de produção e de diferenciação.

Nesta segunda feira são três os grupos de deputados que percorrem o território do Baixo Alentejo, de Odemira a Barrancos, em contactos com instituições e empresas. Hoje, em Beja, está igualmente agendada uma reunião com o Movimento Beja Merece +.

Amanhã realiza-se a reunião plenária das Jornadas Parlamentares, no paredão do Alqueva, no concelho de Moura, com a participação do secretário-geral do Partido Socialista e primeiro-ministro, António Costa.


Comente esta notícia

Galeria de fotos