Basílica Real de Castro Verde

Uma nota de imprensa onde a autarquia refere tratar-se de “uma ação de maior dimensão, num investimento total de 310 mil euros fruto da articulação entre a Paróquia de Castro Verde, a Câmara Municipal e a Direção Regional de Cultura do Alentejo”. E onde acrescenta estar garantido “um apoio de 75% de fundos comunitários, no âmbito do Programa Alentejo 2020, tendo os 15% da comparticipação nacional sido assumidos pela empresa mineira Somincor.”

O documento recorda, também, que “a Basílica Real tem concluídas duas importantes intervenções de requalificação. A 1ª fase contemplou a limpeza manual do telhado, o arranjo de portas e janelas e a pintura total do monumento, num investimento superior a 65 mil euros. A 3ª fase, por sua vez, consistiu na recuperação do coro alto e do nártex, num investimento superior a 50 mil euros.” Termina relembrando que “a requalificação da Basílica Real de Castro Verde decorre no âmbito de uma parceria entre a Paróquia de Castro Verde e a Câmara Municipal” e que “nas duas fases já concretizadas da intervenção, o Município assegurou apoio técnico, fiscalização e um apoio financeiro global de 45 mil euros”.


Comente esta notícia