SIMBOLO CDU

No documento enviado à nossa redação, os eleitos da CDU deixam claro tratar-se de um esclarecimento, que tem como base as ocorrências registadas nas duas últimas assembleias municipais, em que o tema da divergência é o processo de transferência de competências para os municípios no ano 2019. Tema sobre o qual a CDU de Vidigueira deixou clara a sua posição, ou seja ser contra a transferência de quaisquer competências para os municípios em 2019.

Segundo os eleitos da CDU na Assembleia Municipal de Vidigueira, a lei determina que os órgãos executivos e deliberativos sejam ouvidos sobre esta matéria e garantem que foi isso mesmo que aconteceu, nas duas reuniões, deliberações sobre o tema em causa. José Jacinto, líder da bancada da CDU, esclarece que não é este o entendimento do PS e do MVI e que a Coligação não partilha da posição destas duas forças políticas.

José Jacinto recorda que em 2018, a Assembleia Municipal de Vidigueira já tinha votado contra a transferência de quaisquer competências para o Município em 2019 e que esta tomada de posição não teve como pressuposto as questões políticas, como o PS e MVI afirmam, mas sim a forma como o processo foi conduzido.

No final, José Jacinto explicou porque considera a CDU que está a agir de acordo com a legalidade e que por isso mesmo, mantém toda a confiança nas suas decisões sobre esta matéria.

Recorde-se que a CDU está em minoria no Executivo municipal, mas que tem maioria absoluta na Assembleia Municipal. Neste contexto, José Jacinto clarificou, ainda, que o PS e MVI votaram contra a não transferência de competências em reunião de Câmara e que a Coligação, não partilhando desta posição, agiu em conformidade com a lei, levando o tema à Assembleia Municipal.


Comente esta notícia