CDU PCP

Sobre as legislativas de 2019, a DORBE do PCP reafirma que, “tal como aconteceu e ficou provado com os resultados de 2015, o que está em causa é a eleição de deputados para a Assembleia da República e que é no reforço do número de deputados eleitos pela CDU que reside a garantia mais forte e a condição indispensável para avançar na resolução dos problemas da região e do país.”

No tempo próximo, os trabalhadores e o povo do distrito vão ser chamados a decidir se querem avançar ou correr o risco de ver as suas vidas, de novo a andar para trás, frisa Miguel Violante, da DORBE do PCP, avançando que no dia 25 deste mês é apresentado, em Beja, o cabeça de lista da CDU, pelo distrito, nas legislativas deste ano, numa iniciativa que contará com a presença de Jerónimo de Sousa.

No balanço dos resultados eleitorais obtidos pela CDU nas europeias deste ano é referido que “no distrito de Beja, à semelhança do que aconteceu a nível nacional, com a eleição de dois deputados traduziu-se numa redução da sua votação.” é acrescentado que este resultado não corresponde, entretanto, ao ambiente de apoio expresso durante as ações de campanha realizadas no distrito e ao reconhecimento que, continuadamente, foi feito do trabalho dos deputados eleitos pela CDU no Parlamento Europeu e da contribuição decisiva do PCP e do PEV para os avanços nas condições de vida alcançados nos últimos três anos e meio.” Neste contexto, Miguel Violante saudou o voto de “confiança” em quem escolheu a CDU e garantiu que os deputados eleitos vão continuar o trabalho de defesa dos interesses dos trabalhadores e do país no Parlamento Europeu.


Comente esta notícia