Despertar Sporting Club

A CDU atribui, igualmente, a Paulo Arsénio, as declarações “houve dinheiro pago pela Federação a um clube da cidade para iniciar as obras, o dinheiro foi gasto e as obras zero!.”

Na nota de imprensa enviada à nossa redação, os vereadores da CDU frisam que pelo “cargo que ocupa e por ter exercido funções nos órgãos sociais do citado clube até outubro de 2017, deveria saber que o protocolo de financiamento entre o Despertar e a Federação Portuguesa de Futebol foi assinado em final de Março desse ano, tendo algumas semanas depois sido transferida a primeira tranche de adiantamento ao clube. A candidatura foi aprovada para um financiamento de 60.000€, entendendo-se dar prioridade aos balneários, em avançado estado de degradação e utilizado por centenas de atletas. Para o efeito, tornava-se necessário reformular o projeto, o que a Câmara Municipal se encontrava a fazer.”

Os vereadores da CDU questionaram o presidente, em reunião de Câmara, sobre tais afirmações e entendem esclarecer que as mesmas colocam em causa a sua idoneidade e dizer que lamentam não terem sido chamados a prestar todas as informações sobre o assunto. As palavras são da vereadora Sónia Calvário que explicou ainda, o que se passou sobre o assunto obras no Fernando Mamede.

Os vereadores da CDU frisam que “se não houve continuidade do projeto” e “que se esteja perante um imbróglio, tal deve-se exclusivamente à inércia do atual executivo desta autarquia”. E revelam ainda, que “relativamente ao destino da verba, aos vereadores da CDU foi transmitido, pela Direção cessante do clube, que a mesma se encontrava ao dispor do Despertar aquando do términus do seu mandato.”



Comente esta notícia

Sobre este assunto era importante clarificar as seguintes situações que embora se possam depreender do comunicado da CDU não são suficientemente claras: 1º Estando eventualmente numa situação transitória a concretização do projeto, foram o atual executivo da Câmara e atual Direção do Despertar que não deram da forma que a coisa era exigida andamento ao processo? 2º O dinheiro foi posto à disposição do Clube, (segundo a leitura da nota) mas esteve e ainda está na posse deste ou foi posto à disposição para execução do projeto e não chegou a ser 'levantado' porque não houve desenvolvimento do mesmo ou qualquer outra situação? 3º Qual é a posição da atual direção do Despertar? Quais os esclarecimentos que esta tem para dar? É que a posição dos eleitos do PS na Câmara, de responsabilizar o executivo anterior para eventualmente mascararem a sua incompetência e o facto de terem andado a 'dormir tempo demais', é um 'dejá vu' mas já o Clube não é aceitável calar-se...

Miguel Ramalho

06/10/2018

Galeria de fotos