Cavaco em Alqueva

Podem candidatar-se a esta iniciativa os empresários frutícolas de norte a sul do país que produzem ou pretendam produzir frutas como Amora, Cereja, Framboesa, Maçã, Mirtilo, Romã, Pera Rocha, entre outras. A partir deste ano, há uma novidade: podem também apresentar candidatura os fruticultores com projetos com kiwi e groselha. Em 2018, a Wisecrop irá também oferecer uma ferramenta de controlo para monitorização detalhada do investimento aplicado na cultura.

A Academia do Centro de Frutologia Compal volta assim, a selecionar 12 empresários frutícolas e a atribuir três bolsas de instalação, no total de 60 mil euros.


Comente esta notícia