Centro de Saúde de Beja

Pedro Vasconcelos identificou à Voz da Planície, os problemas, no que se refere à climatização, que se fazem sentir no Centro de Saúde de Beja, de Inverno e de Verão.

Pinturas a cair, baratas e equipamentos de refrigeração que se desligam, várias vezes, sempre que o quadro elétrico vai abaixo pondo em perigo o acondicionamento adequado de medicamentos fazem parte, igualmente, dos problemas do Centro de Saúde de Beja identificados por Pedro Vasconcelos.

Para Pedro Vasconcelos é incompreensível a falta de disponibilidade financeira para fazer face a estes problemas que se verificam há anos e pede ao Conselho de Administração da ULSBA uma solução rápida.

Em comunicado, o Conselho de Administração da ULSBA diz que lamenta o constrangimento e desconforto que esta situação tenha e esteja a causar aos utentes, familiares e profissionais e que está empenhado na resolução definitiva do problema.

Sobre os problemas de climatização e suas consequências, a ULSBA diz estarem identificados pelo Conselho de Administração e pelo Serviço de Instalações e Equipamentos da instituição. Acrescenta que do mesmo modo estão identificadas e mapeadas as necessidades de intervenção no que concerne a pinturas e arranjos, e no que tange à aquisição e reformulação de prestação de serviços, quer seja de desinfestação e/ou aquisição de mobiliário e equipamentos.

O Conselho de Administração da ULSBA recorda, igualmente, que no dia 15 de dezembro de 2016 foi feita uma reunião para proceder ao levantamento de todas as necessidades, que vieram a ser contempladas no Plano de Investimentos da ULSBA para o ano de 2017. É frisado ainda, que no que concerne especificamente ao sistema de ventilação de ar, e decorrendo neste momento os necessários trabalhos de reparação, cuja previsão de conclusão é de 8 a 10 dias, ou seja, durante os primeiros dias da próxima semana, para minorar as condições climáticas adversas sentidas no edifício, foram disponibilizados aquecedores portáteis, distribuídos pelas várias áreas do Centro de Saúde.


Comente esta notícia