Base Aérea

O ministro da Defesa Nacional, José Azeredo Lopes, assistiu ontem, ao exercício multinacional Hot Blade 2018, que decorre na Base Aérea Nº 11, em Beja e explicou aos jornalistas que Portugal tem boas possibilidades de vir a ser o país escolhido para a instalação do Centro, na Base Aérea 1, em Sintra.

Foi contudo, o Chefe de Estado Maior da Força Aérea, General Manuel Teixeira Rolo, quem esclareceu os motivos que condicionaram a escolha de Sintra, deixando claro que este tipo de Centro deve ficar o mais próximo possível das capitais dos países, por razões logísticas.

A decisão sobre a escolha do país que vai receber o Centro Multifuncional de Treino de Helicópteros será conhecida até final do ano e no caso de Portugal ser contemplado, a instalação ficará concluída em 2021 e a funcionar em 2022.


Comente esta notícia