escavações Outeiro
"Era uma vez a Idade do Bronze! Investigação, divulgação e educação patrimonial" é o tema em destaque numa conferência que vai ter como orador Miguel Serra, da Palimpsesto, Lda e Centro de Estudos de Arqueologia, Artes e Ciências do Património

A planície da região de Beja é fértil em achados da Idade do Bronze desde há muito tempo, mas a realização de vários trabalhos arqueológicos nos últimos 15 anos, revelaram comunidades muito mais complexas do que se julgava, como afirma Miguel Serra.

Para além de uma abordagem ao historial da investigação sobre a Idade do Bronze na região de Beja pretende-se também discutir novas formas de divulgação deste conhecimento ao público através do recurso à Educação Patrimonial como forma de salvaguarda e protecção do património arqueológico deste período.

Comente esta notícia