cuidar ambiente

A Cáritas afirma que “viver simplesmente para que os outros possam simplesmente viver é o grito que o nosso planeta repete incansavelmente” e que “este lugar sagrado precisa de uma abordagem integral que proponha o cuidado da terra, o cuidado com a biodiversidade, o cuidado das pessoas e comunidades e o cuidado da cultura e da economia”.

Ainda de acordo com a Cáritas, “a degradação dos recursos naturais tem um efeito desproporcional sobre a população mais pobre do mundo, uma vez que sua sobrevivência depende directamente dos bens e serviços ambientais fornecidos pela natureza diariamente: quase 90% da produção económica das pessoas que vivem em extrema pobreza advém da riqueza natural”.

Considera ainda a Cáritas que “o compromisso em cuidar da natureza e o compromisso com a sustentabilidade ambiental não pode ser dispensado tanto no plano individual como colectivo”.





Comente esta notícia