FITA 2019

Em 2019, o FITA continua o trabalho de consolidação que tem vindo a desenvolver, nos últimos anos e apresenta, no Alentejo, 10 dias de teatro, de 14 companhias, em mais de 40 espetáculos, assegura o diretor artístico do festival.

Este é um festival com um perfil Ibero-americano, com programação de teatro, dança música e conversas, que em 2019 conta com a presença de companhias de Portugal, Cuba, República Dominicana, Argentina, Honduras, Porto Rico, Brasil e Chile. António Revez, diretor artístico do FITA, frisa que desde que foi criado que houve a intenção do festival ter um perfil Ibero-americano e que, este ano, há países que marcam presença pela primeira vez.

O evento acontece em nove municípios alentejanos: Beja, Aljustrel, Almodôvar, Mértola, Campo Maior, Grândola, Ponte de Sôr, Santiago do Cacém e Elvas e estes são, também, os parceiros do festival.

O FITA começa nesta quinta-feira, dia 14, para apresentar 10 dias dedicados ao teatro, que são complementados com uma programação paralela, que aposta em conversas e concertos. António Revez tem as melhores expetativas para a edição deste ano.

Excertos da entrevista com António Revez, diretor artístico do FITA, que pode ouvir hoje, na íntegra, nos jornais alargados das 12.00 e das 17.00 horas, onde avança, ainda, em primeira mão, a novidade deste ano, o FITA OFF.


Comente esta notícia