Saldos de INVERNO

Os comerciantes apostam em fortes diminuições nos preços dos artigos e produtos para colmatar as perdas do Natal e repor algum dinheiro nesta época de saldos de Inverno, que arranca neste sábado, mas Francisco Carriço Pedro, presidente da Associação Comercial Serviços e Turismo do Distrito, diz que as perspectivas não são as melhores.

Para Francisco Carriço Pedro, o problema não reside no facto, dos comerciantes prescindirem das suas margens de lucros para vender mais barato nesta altura de saldos, mas sim na falta de poder de compra dos portugueses e dos habitantes do distrito de Beja, em particular, onde a taxa de desemprego atinge níveis elevados.

Os saldos de Inverno vão ter descontos mais altos em comparação com as promoções do Natal, o que em alguns casos significa, o limite da sobrevivência de algumas empresas, disse também, Francisco Carriço Pedro.


Comente esta notícia