exposição cante Serpa

Em Beja, o aniversário é assinalado, em conjunto com o Centro UNESCO, com a realização da “Rota do Cante ao Entardecer”. Esta iniciativa percorre cinco igrejas do centro histórico da cidade e conta com a participação de dez grupos corais do concelho. Começa às 18.00 horas na Igreja do Museu Regional; passa às 18.30 horas pela Igreja de Santa Maria; às 19.00 horas pela Sé Catedral; às 19.30 horas pela Igreja dos Prazeres e às 20.00 horas pela Igreja da Misericórdia.

Serpa celebra o 5.º Aniversário da Inscrição do Cante Alentejano na Lista Representativa do Património Cultural Imaterial da Humanidade da UNESCO, com entrega de medalhas, por parte do presidente da Câmara Municipal, Tomé Pires, aos Grupos Corais signatários e apoiantes da candidatura, a partir das 18.00 horas, no Cineteatro Municipal. As celebrações incluem, igualmente, um concerto de cante, com direção musical de Armando Torrão e a participação especial, ao piano, de Ariel Rodriguez. Neste espetáculo participam 11 grupos corais do concelho de Serpa.

Em Castro Verde, as celebrações começam às 11.00 horas, com a iniciativa “O Cante da Escola vai à Praça”, que reúne na Praça da República, crianças do pré-escolar e do 1º ciclo do concelho. A noite é dedicada ao cante, a partir das 21.00 horas, com a estreia do grupo “Cantares do Campo Branco”, formado por seis músicos do concelho. Atuam, também, “As Camponesas” e “Os Ganhões” de Castro Verde.

Em Aljustrel, as comemorações começam com a inauguração da exposição “Rostos do Cante, no dia da Classificação pela UNESCO”, a partir das 18.00 horas e com atuações dos grupos de cante alentejano do concelho, no edifício dos Paços do Concelho. Às 21.00 horas passa o documentário: "Alentejo, Alentejo", de Sérgio Tréfaut, no auditório da Biblioteca Municipal.


Comente esta notícia