Comissão de Utentes de Beja Símbolo

Através desta petição, a Comissão de Utentes de Beja exige, entre outros aspetos, o cumprimento do que está inscrito no artº 213º, Lei 71/2018, Orçamento Estado para 2019 e que se dê "… início aos procedimentos com vista... à ampliação do Hospital José Joaquim Fernandes em Beja". Exige, igualmente, a aplicação e investimento justo e necessário imediato por parte do Estado para a 2ª fase (ampliação e remodelação), permitindo este investimento dotar o Hospital José Joaquim Fernandes de um novo bloco operatório, outro de consultas externas e um novo módulo de urgências; a melhoria das instalações atuais, aquisição de equipamentos de diagnóstico (ressonância magnética e outros); construção de heliporto, manutenção, melhoria e ampliação de valências médicas e a contratação imediata de médicos, sobretudo para as especialidades onde estão em falta, assim como outros profissionais de saúde.

O objetivo é reunir, o mais depressa possível, as 4000 assinaturas necessárias para entregar na Assembleia da República, de forma a que a mesma possa ser discutida em plenário. As declarações são de Afonso Rabaçal, da Comissão de Utentes de Beja.

A Comissão de Utentes de Beja já se reuniu com três grupos parlamentares, o do BE, o do PCP e o do PEV e quer ganhar, em conjunto com a população da região, esta “batalha” da saúde. Afonso Rabaçal recorda que para assinar a petição online basta aceder ao facebook da Comissão de Utentes de Beja.

Excertos da entrevista concedida por Afonso Rabaçal ao espaço “A semana vista por...”, que pode ouvir nesta sexta-feira, na íntegra, no jornal das 17.00 horas.


Comente esta notícia