Pedro Marques CIMBAL

Pedro Marques explicou, aos jornalistas, o motivo da sua visita a Beja, dizendo que foi para discutir com a CIMBAL os investimentos previstos no PNI 2030 e avaliar outros que a região necessite. Neste contexto, o ministro do Planeamento e das Infraestruturas frisou que o Programa Nacional de Investimentos contempla a eletrificação da linha férrea e a ligação rodoviária de Santa Margarida do Sado até Beja. Dois investimentos que, segundo o ministro Pedro Marques, potenciam o desenvolvimento da região e do aeroporto.

Quando foi questionado sobre o facto, da A26 continuar fechada ao público, Pedro Marques revelou que, e esta foi a novidade apresentada, a concessionária foi notificada de que deverá realizar as obras necessárias à praça de portagens até 14 de março e que no caso de tal não acontecer, a Infraestruturas de Portugal assumirá esta realização. Foi dado, igualmente, o “pontapé de saída” para o estudo da eletrificação da linha férrea Beja/Casa Branca, disse, também, o ministro.

Neste encontro realizado na CIMBAL, em Beja, com Pedro Marques, resultaram, ainda, a identificação de outras prioridades para a região, nomeadamente a conservação de estradas nacionais que servem o distrito e o ministro disse que estas necessidades vão ser avaliadas.

O presidente da Câmara Municipal de Beja, Paulo Arsénio, ficou satisfeito com a possibilidade das “velhas” aspirações da região poderem ser concretizadas e não se mostrou preocupado com o facto, das mesmas só serem viabilizadas depois de 2020, porque só nessa altura há financiamento, afirmou.

Moura, Mourão e Barrancos entregaram carta conjunta ao ministro do Planeamento e Infraestruturas sobre o estado de degradação em que se encontram as estradas, dizendo que são um problema que se verifica há largos anos, nestes concelhos, e que cria condicionantes a vários níveis. 


Comente esta notícia