Mauro Dilema

O CRBA tem atualmente 500 alunos, em Beja, Castro Verde e Moura, 37 professores e 14 funcionários, oferta formativa, nas áreas da música e da dança, permanente, articulada e para o público em geral, através do DMP - Departamento de Música Popular, quer continuar a manter o seu caráter regional, está a estabelecer laços mais sólidos com os seus associados, a mostrar o trabalho dos seus professores nos concertos que realiza dentro e fora da cidade e conseguiu captar mais "clientes" afirmou Mauro Dilema no "Preto no Branco", fazendo um balanço positivo destes dois anos em que tem estado à frente do Conservatório.

O CRBA é a única instituição de ensino artístico da região e também se depara, tal como outras no país, com dificuldades de financiamento. Neste contexto, Mauro Dilema explicou que devido aos atrasos nos pagamentos do Ministério da Educação, a instituição decidiu contrair um empréstimo bancário para poder cumprir as suas obrigações com professores e funcionários.

No programa desta semana, Mauro Dilema revelou ainda, algumas particularidades do projeto Groove, a grande aposta do CRBA para 2016, de caráter internacional, que a instituição quer tornar uma marca para Beja e que vai apresentar à cidade no dia 27 deste mês.

Mauro Dilema tem as melhores expetativas para 2016 e avançou à Voz da Planície que, apesar do seu mandato terminar a meio deste ano, o Conselho de Administração quer que continue à frente do Conservatório e que é essa também, a sua vontade.


Comente esta notícia

Estranho é que nos vários concertos já efectuados eles sejam apenas feitos por professores. Será que o conservatório não tem confiança no ensino que ministra? para, e ao contrário do que está ser passado devam ser os alunos do conservatório a executar esses concertos e não os professores. Afinal são os alunos e não os professores que necessitam de visibilidade e de promoção.

Encarregado de educação

30/11/-0001