PCP Beja

Segundo a DORBE na área da saúde os serviços prestados às populações degradam-se diariamente e à dramática carência de recursos humanos, soma-se a falta de material básico de consumo corrente, assim como, as condições desumanas no atendimento e estadia no Serviço de Urgência, longos atrasos na marcação de consultas em alguns dos centros de Saúde e para algumas especialidades no Hospital.

Estas ideias, que saíram da última reunião da DORBE do PCP, são apresentadas à Voz da Planície por Miguel Ramalho.

A DORBE do PCP analisou as medidas que têm vindo a ser postas em prática no distrito por parte da administração dos CTT, medidas, que do seu ponto de vista são, meramente economicistas e que põem em causa a prestação do serviço postal universal de qualidade a que a empresa está vinculada através do contrato de concessão assinado com o Estado.

Miguel Ramalho aponta medidas concretas que têm vindo a ser tomadas e que, considera, colocam em causa a prestação do serviço postal universal de qualidade e exige que o Estado volte a gerir a empresa.

A DORBE do PCP, nesta reunião, fez também o balanço do trabalho preparatório da 9ª Assembleia da Organização Regional de Beja do PCP que vai decorrer, do dia 10 de Junho, em Cuba, com o lema “Com a luta dos trabalhadores e do povo, reforçar o PCP, desenvolver a Região” e aprovou o projecto de Resolução Politica para discussão nas organizações do Partido entre os dias 27 de Abril e 26 de Maio.
Finalmente a DORBE do PCP deixou um apelo à participação nas comemorações do 25 de Abril e do 1º de Maio.

Entretanto o Conselho de Adminstração da ULSBA manifesta-se, em nota de imprensa, sobre a posição da DORBE do PCP relativamente à saúde. No que toca à carência de recursos humanos, sobretudo na área médica, é garantido que tudo tem sido feito e continuará a ser para encontrar soluções concretas para os problemas.

Relativamente à falta de material, é afirmado que nos primeiros meses de 2018 houve, por motivos vários, que se explicam sobretudo ao nível dos procedimentos de aquisição de início de ano, dificuldades nos stocks dos materiais de consumo corrente, que obrigou a um esforço na gestão interna dos mesmos, no entanto, é garantido que não se verificaram falhas que colocassem em causa os tratamentos e cuidados aos doentes.

Afirma ainda, o CA da ULSBA que existe uma preocupação constante, aliada a um forte sentido de missão, no que respeita à prestação de cuidados assistenciais de qualidade à população da área de abrangência da ULSBA, em todas as suas Unidades e Serviços, no qual se inclui o Serviço de Urgência do Hospital de Beja e recorda que naquele espaço são atendidos, nas 24 horas do dia, mais de uma centena de doentes urgentes/emergentes, procurando-se garantir os melhores cuidados, de tratamento e de acompanhamento, prestados por uma equipa de profissionais competente e dedicada. Segundo o CA existe na Urgência do Hospital de Beja, uma dedicação inquestionável a doentes e acompanhantes/familiares, 24 horas por dia, 365 dias por ano.

Ao nível dos cuidados de saúde primários, as referências do médico de família para as consultas da especialidade são marcadas, segundo o comunicado enviado à nossa redacção, tendo em consideração o grau de prioridade e são feitos todos os esforços para atender a todas as referenciações chegadas ao hospital. É ainda acrescentado que durante o ano de 2017, foram cumpridos os tempos médios de resposta garantida nessas consultas, apresentando uma percentagem de 39% de primeiras consultas, o que representa uma “boa acessibilidade à consulta hospitalar”.




Comente esta notícia