MIGUEL MADEIRA DORBE DO PCP

A DRA-Direcção Regional do Alentejo do PCP exige a demissão do Governo porque afirma que basta de roubos e de mentiras. Esta exigência saiu de uma reunião que serviu para analisar a situação política e social e as lutas em curso na região e definir as tarefas partidárias a desenvolver.

Os comunistas afirmam que com o Orçamento de Estado para 2014, o Alentejo, vítima recorrente do desinvestimento do poder central, da responsabilidade dos partidos da política de direito, PS, PSD e CDS-PP, tem uma previsão de investimento d 23 milhões de euros, o que faz com que esta seja a NUT II com menor investimento, apenas 0,5% do total.

O PCP critica Governo devido às políticas que tem praticado e que, considera, tem reflexos muito negativos em vários sectores com destaque para a saúde e a educação, destaca ainda o encerramento de tribunais, finanças, postos dos CTT e da GNR.

A DRA do PCP afirma ainda que contra este violento ataque contra a região assiste-se à passividade do Partido Socialista que pela sua prática está comprometido com o essencial desta política, não contribuindo para a denúncia e para a luta, e para colocar fim à política do pacto de agressão que ele próprio subscreveu.

Miguel Madeira, da DRA do PCP, afirma ainda que na Assembleia da República, o grupo parlamentar do PCP apresentou, no âmbito da discussão do OE 2014, propostas alternativas para o País e para a região mas foram todas chumbadas.


Comente esta notícia