PORTAS DE MÉRTOLA BEJA

Na Voz da Planície continuamos a fazer o balanço do ano que já findou e a perspectivar o que agora se inicia e Francisco Carriço Pedro considera que em 2014 é preciso ajudar os comerciantes.

O presidente da Associação Comercial Serviços e Turismo do Distrito de Beja frisa que neste novo ano, a crise vai continuar e que para alterar o rumo das coisas no País é preciso que o Governo não cobre mais impostos aos portugueses. Acrescentou que é preciso ajudar em 2014, pequenas e médias empresas, assim como os comerciantes, senão o número de falência vai continuar a aumentar.

Sobre o ano que já lá vai, Francisco Carriço Pedro disse que a grande maioria dos pequenos, médios empresários e comerciantes chegou ao fundo e que essa situação afectou, e muito, a economia nacional, porque houve muitas pessoas que ficaram sem emprego.


Comente esta notícia