Baixo Guadiana ADPM

Aquela ação envolveu 54 participantes e quase 2 dezenas de oradores convidados, que ajudaram um público diversificado a repensar o ecoturismo num território com a singularidade do Baixo Guadiana português e espanhol.

“Esta foi a forma encontrada para dar a conhecer o Baixo Guadiana Transfronteiriço, as potencialidades da sua paisagem, flora e fauna, tendo em vista a diversificação e valorização da oferta turística do território, e poder ajudar estudantes e profissionais do setor na estruturação de novos produtos ecoturísticos com base no uso responsável dos recursos naturais”. O projeto VALAGUA é apresentado pelo técnico Rogério Cangarato.

“Para além dos investigadores da Universidade de Huelva associados ao projeto VALAGUA, o evento contou com a colaboração de um conjunto relevante de entidades públicas e privadas, de Portugal e Espanha, que expuseram as suas iniciativas, de modo a chamar a atenção para os diversos problemas, estratégias e resultados encontrados no processo de criação e desenvolvimento de produtos ecoturísticos. Destaque-se, a este nível, a participação do Instituto da Conservação da Natureza e Florestas (ICNF) e das empresas espanholas Platalea e LimiteZero”, diz, também, a organização da iniciativa. 


Comente esta notícia