Comboio

A noticia é avançada, na edição desta semana, do Diário do Alentejo que dá conta que a ligação ferroviária entre Beja e Casa Branca foi retirada da lista de obras a realizar até 2030.

Sobre esta questão ouvimos, nesta jornada informativa, os três deputados eleitos pelo círculo de Beja.


Pedro do Carmo, do Partido Socialista, considera que é prematuro dizer que não vai haver investimento na linha férrea entre Beja e Casa Branca até 2030, porque o novo quadro comunitário está em discussão, ainda assim , apela à intervenção de “todos” para pressionar o Governo de maneira a contemplar a electrificação da linha. Ainda segundo, Pedro do Carmo, um documento técnico não se sobrepõe a uma decisão política.

João Dias, do PCP, afirma que não fica surpreendido se a electrificação da linha não acontecer até 2030 e recorda que o Governo continua sem cumprir o projecto de resolução que tinha sido apresentado pelo PCP sobre esta matéria. João Dias aponta ainda o dedo à Câmara Municipal de Beja dizendo que não acredita que levante a voz contra a decisão do Governo.

Nilza de Sena, do PSD, acusa o PS e o PCP de atraiçoarem o Baixo Alentejo e garante que, ainda esta semana vai confrontar o Governo, provavelmente com um projecto de resolução, sobre esta matéria. Nilza de Sena afirma que está perplexa e indignada porque Évora continua a ser prioridade e Beja fica para trás.



Comente esta notícia

Galeria de fotos