Beja

No documento enviado à nossa redação, os eleitos da CDU referem que “é inaceitável que as infraestruturas necessárias ao desenvolvimento da região, e para a implementação de uma política nacional estratégica e integrada, promotora da coesão territorial e social, continuem a não ser prioritárias.”

João Rocha, vereador da CDU na Câmara de Beja, em declarações à Voz da Planície, revela que, neste momento, o IP8 e a eletrificação da linha ferroviária Beja-Casa Branca são as exigências que os eleitos da CDU querem ver integradas no Plano Nacional de Investimentos 2030.

Os eleitos da CDU consideram “inexplicável que o troço IP8/A2, aparentemente concluído, se mantenha fechado e inacessível, bem como a eletrificação da linha e a requalificação da linha Beja-Funcheira tenham sido, por completo, rejeitadas pelo Governo PS.

Sendo estas necessidades das infraestruturas há muito tempo conhecidas, João Rocha fala de “incapacidade política”, em simultâneo, com “uma inoperância do PS local” e atribui responsabilidades ao Governo, que deveria, segundo o vereador comunista, “zelar pela coesão territorial”. João Rocha conclui dizendo que o Governo tem de ser “castigado” nas próximas eleições.



Comente esta notícia

Galeria de fotos