Pita Ameixa Plenário AR

O deputado do PS disse que 2013 foi um ano difícil para o País e para a região, assim como de austeridade exagerada, que afectou a economia, a sociedade e a cultura. Na região referiu que as obras públicas, os alicerces do seu desenvolvimento, ficaram paradas, com excepção de Alqueva, mas mesmo assim, com dois anos de atraso. Para Pita Ameixa, o mais preocupante foi o facto, de se ter constatado que em 2013, o Governo parou a região e que não apresentou qualquer estratégia de desenvolvimento para a mesma.

E se 2013 foi mau, Pita Ameixa não perspectiva um 2014 melhor e baseia a sua opinião no Orçamento já aprovado para o próximo ano. Acrescentou que as medidas de descriminação positiva pedidas para o interior, face ao litoral, e para as médias e pequenas empresas foram recusadas pelo Governo e que a total ausência de ideias, de estratégia de desenvolvimento, para o Baixo Alentejo não vislumbram um 2014 animador, nem para o País, nem para a região.

Amanhã daremos voz a mais um deputado, eleito por Beja.


Comente esta notícia