greve enfermeiros janeiro

A greve, aos turnos da manhã e da tarde, decorre por regiões, hoje, é em Lisboa e Vale do Tejo, amanhã, no Centro, na 5ªfeira, na região Norte e no último dia, 6ª feira, no Alentejo, Algarve e Açores.

Medidas para o descongelamento das progressões de todos os enfermeiros independentemente do vínculo, atribuição do suplemento remuneratório aos enfermeiros especialistas que ainda não o recebem e admissão de 1500 enfermeiros em 2019 são as principais reivindicações.

Edgar Santos, coordenador do SEP no Alentejo, afirma que esta greve surge porque até agora as negociações com a ministério da Saúde não surtiram efeito por haver entendimentos diferentes da lei por parte dos sindicatos e da tutela.










Comente esta notícia