Hospital de Serpa

O Estado vai entregar a gestão do Hospital de São Paulo em Serpa à Santa Casa da Misericórdia local.
Segundo o JN este é um dos 10 hospitais que vão passar para a alçada das misericórdias num processo que foi anunciado em 2011 mas que só agora parece estar concluído depois de um grupo de trabalho ter estudado os 30 casos que poderiam ser enquadrados nesta transferência.
Ainda de acordo com o JN o processo relativo ao Hospital de Serpa deverá ser finalizado até ao final deste ano e que esta transferência não vai trazer mudanças aos utentes porque s unidades continuam a integrar o sistema nacional de saúde. Quanto aos profissionais os que forem funcionários públicos podem optar por permanecer vinculados ao Estado ou transferirem-se para as Misericórdias, os que têm contrato individual de trabalho são transferidos. 
A Voz da Planície tentou chegar à fala com a Provedora da Santa Casa da Misericórdia de Serpa mas não foi possível por esta estar ausente do País, ainda assim, já em Novembro de 2011 quando se falou desta possibilidade Maria Ana Pires tinha afirmado à nossa estação que a instituição, está disponível para, 37 anos depois, receber de volta a gestão do Hospital de São Paulo, unidade que geriu até à nacionalização em 1975.
Maria Ana Pires, afirmou que o objectivo vai ser prestar um serviço de qualidade à população o que, na sua opinião, não tem acontecido uma vez que o hospital tem sido "esvaziado" de serviços. Tomé Pires, presidente da Câmara de Serpa, afirma que a posição da autarquia é a mesma desde o inicio deste processo, ou seja, defende que o hospital de São Paulo deve continuar na alçada do Ministério da Saúde.
Ainda segundo Tomé Pires oficialmente ainda não chegou qualquer informação à autarquia mas garante que assim que isso aconteça será tomada uma posição oficial.


Comente esta notícia